DÉJÀ VU
a partir de 'A Cena do Ódio'
de JOSÉ de ALMADA NEGREIROS

DÉJÀ VU, a partir de 'A Cena do Ódio', de José Almada Negreiros, exalta os vícios, os derrotados, os ultrajados, os religiosos sexualmente frustrados e discrimina o homem civilizado.

Partindo do conjunto de aliterações e paronímias, as imagens de gozo sádico e a profusão de personagens sociais do texto original, o espectáculo manifesta-se num corpo de paradoxos: uma vulgar cena familiar com um diálogo extra-ordinário; uma atmosfera realista cuja acção ganha contornos surrealistas; e uma família de estereótipos que redescobrem o herói/anti-herói que habita no íntimo de cada um de nós. De entre ‘aristocratas, intelectuais, canalha, gente simples operária, rural ou varina, empregados citadinos, políticos, jornalistas, tropa e o burguês’, cinco personagens encontram-se à volta de uma mesa para um jantar que vai revolucionar os seus passados interlaçados, o presente comum a todos nós e um futuro desconhecido.

Discutir o modo de viver das diferentes personagens, ainda que estereotipados, pessoas muito reais; discutir um Portugal passado e futuro, mas que representa ainda o modo como vivemos hoje; descobrir o herói e o anti-herói no âmago das personagens, mas que habita em cada um de nós; tornar-se-á, para o público, uma experiência surreal de 'déjà vu'.

DÉJÀ VU encerra uma trilogia informal, que teve o seu início com ALBA, a partir de 'A Casa de Bernarda Alba' de Federico Garcia Lorca, estreado em 2008, seguindo-se FRANK, a partir de 'O Diário de Anne Frank', que estreou em 2009 e por último a adaptação de 'A Cena do Ódio' de José de Almada Negreiros.
Três textos muito distintos em termos formais, mas muito próximos de uma temática que se prende com as grandes paixões de juventude e os amores e desamores imaginários, e que traça também o percurso de afirmação de uma estrutura de criação ainda jovem e a descoberta de uma linguagem interdisciplinar de uma prática teatral própria.

veja o teaser aqui
veja o trailer aqui
veja o making of aqui

press release
dossier de itinerância

DÉJÀ VU é um projecto apoiado pelo CACE Cultural do Porto – IEFP, TEATRO NACIONAL SÃO JOÃO e LIDERGRAF – ARTES GRÁFICAS, SA, EKYART Meios Publicitários, FG Acrílicos, WABI SABI PILATES STUDIO, THYRO e OPORTOCOOL.

iefp

vulogo

INFORMAÇÕES / RESERVAS
+351 916 529 041

PRÉMIO 'MELHOR ENCENAÇÃO' DÉJÀ VU / EMANUEL DE SOUSA
III CENIT 2011 Certamen Nuevos Investigadores Teatrales
CICUS/TNT, Sevilha, Espanha
cenitnet

Teatro do Bairro
Lisboa
10 Dezembro 2011, 21h00
11 Dezembro 2011, 16h00

III CENIT
Certamen de Nuevos Investigadores Teatrales
TNT, Sevilha, Espanha
5 Novembro 2011


CACE Cultural do Porto - IEFP
Porto
27 Abril 2011, 22h00
28 Abril 2011, 22h00
30 Abril 2011, 22h00 + conversa aberta
1 Maio 2011, 22h00

CACE Cultural do Porto - IEFP
Porto
8 Setembro 2010, 22h00 + conversa aberta
9 Setembro 2010, 22h00
10 Setembro 2010, 22h00
11 Setembro 2010, 22h00 + conversa aberta
12 Setembro 2010, 22h00
15 Setembro 2010, 22h00
16 Setembro 2010, 22h00
17 Setembro 2010, 22h00
18 Setembro 2010, 22h00 + conversa aberta
19 Setembro 2010, 22h00

texto JOSÉ DE ALMADA NEGREIROS
adaptação e dramaturgia EMANUEL DE SOUSA
encenação, dispositivo cénico e desenho de luz
EMANUEL DE SOUSA
música original TIAGO ALMEIDA
video art VICTOR CARVALHO
figurinos ESTACA ZERO TEATRO
interpretação ALEXANDRE SÁ, DANIELA GONÇALVES, EMANUEL DE SOUSA, PEDRO DIAS e RITA VIEIRA
execução dispositivo cénico ESTACA ZERO TEATRO e JOSÉ ALCINO SOUSA
execução figurinos e adereços A MANIA DA MARIA by Patrícia Sousa e MARGARIDA FERNANDES
operador de luz JORGE BOTELHO
imagem gráfica E MULTIMEDIA
teaser FRANCISCO LOBO
making of / registo vídeo VICTOR CARVALHO
fotografia de cena VITOR LEITE
produção ESTACA ZERO TEATRO
apoios CACE Cultural do Porto - IEFP, TEATRO NACIONAL SÃO JOÃO, LIDERGRAF - Artes Gráficas, EKYART Meios Publicitários, FG ACRILICOS, WABISABI pilates studio, THYRO e OPORTOCOOL

classificação etária    M / 16 anos
duração aproximada  90 min