ALBA
a partir de 'A Casa de Bernarda Alba'
de FEDERICO GARCÍA LORCA

ALBA é a  história de uma família de mulheres solitárias num povoado distante. Após o enterro de seu marido, Bernarda Alba decreta um luto de oito anos a todas as mulheres da casa, confinando-as ao espaço austero e claustrofóbico de sua casa.
A terceira e última peça da trilogia de dramas folclóricos do escritor espanhol Francisco García Lorca (1936), divide-se em três actos, todos situados no interior da casa de Bernarda Alba, que vive com as filhas Angústias, Martírio, Madalena e Adela, a sua mãe senil, Maria Josefa, e a criada, La Poncia.
ALBA reduz a trama de Lorca à sua essência, as mulheres da casa. No entanto, a introdução do elemento masculino no universo fechado da casa de Bernarda Alba, possibilita uma renovada leitura da peça e das suas personagens.
Explorando temas de repressão e liberdade, paixão e amor, angústia e luto, conformismo e tradição, ALBA revela os efeitos dos homens sobre as mulheres e a tensão opressiva do seio familiar, conduzindo-nos ao clímax da alvorada do dia seguinte, o Amanhã.

veja o making of aqui

PRÉMIOS CALE
Festival Internacional de Teatro CALE-SE 4
MELHOR ESPECTÁCULO
MELHOR CENOGRAFIA Emanuel de Sousa

O júri constituído por Salvador Santos (administrador do Teatro Nacional São João), Clara Nogueira (actriz) e Cândido Xavier (director do festival) nomeou ainda a produção ESTACA ZERO TEATRO para as categorias de MELHOR SONOPLASTIA (João Cordeiro e João Lebre), MELHOR INTERPRETAÇÃO MASCULINA (Álvaro Jaime Pacheco), MELHOR INTERPRETAÇÃO FEMININA (Sara Fernandes) e MELHOR ENCENAÇÃO (Emanuel de Sousa). Na categoria para Melhor Interpretação Feminina, o júri fez ainda uma referência especial à prestação de Daniela Gonçalves.

PRÉMIOS CALE
Festival Internacional de Teatro CALE-SE 4
MELHOR ESPECTÁCULO
MELHOR CENOGRAFIA Emanuel de Sousa

CACE Cultural do Porto - IEFP
Porto
26 Fevereiro 2010, 21h30
27 Fevereiro 2010, 21h30
28 Fevereiro 2010, 17h00

CALE-SE 4 Festival Internacional de Teatro
Associação Recreativa de Canidelo
20 Fevereiro de 2010, 22h00

Fórum de Cultura e Criatividade - Inova Fórum
Exponor, Matosinhos
07 Fevereiro de 2009 [ performance ]

AJIDANHA
FESTIVAL DE TEATRO ’08  [ + info ]
Idanha-a-Nova, Castelo Branco
22 Novembro de 2008

Abertura do festival
28º ENCONTRO de TEATRO – PLEBEUS 2008
Associação Recreativa ‘Os Plebeus Avintenses’
Avintes, Vila Nova de Gaia
01 Novembro de 2008

Auditório Horácio Marçal
Junta de Freguesia de Paranhos, Porto
17 Outubro de 2008 [ estreia ]
19 Outubro de 2008

texto FEDERICO GARCÍA LORCA
direcção artística EMANUEL DE SOUSA
adaptação e encenação ESTACA ZERO TEATRO
dispositivo cénico EMANUEL DE SOUSA
figurinos SARA RODRIGUES
desenho de luz HELDER SIMÕES
sonoplastia JOÃO CORDEIRO e JOÃO LEBRE
música CARLA SOFIA SOUSA [coro] e TAM
interpretação
CARLOS GONÇALVES, DANIELA GONÇALVES, IVONE OLIVEIRA, JAIME PACHECO, RITA VIEIRA, SARA FERNANDES e CLAÚDIA SOUSA [ voz off ]
participação especial [coro] RUI BARROS SILVA
execução dispositivo cénico JOSÉ ALCINO SOUSA
execução figurinos MARIA CONCEIÇÃO PINTO
execução adereços ANTÓNIO ARAÚJO, ANTÓNIO PINTO, AUGUSTO OLIVEIRA, EUNICE CARDOSO, MARGARIDA FERNANDES, PATRÍCIA SOUSA e ROSA PINTO
fotografia e imagem gráfica EMANUEL de SOUSA
fotografia de cena VITOR LEITE
produção ESTACA ZERO TEATRO

classificação etária    M / 12 anos
duração aproximada  90 min